Artículos originales

  • Que Recorte Territorial Podemos Chamar de Bairro ?: O caso de Apipucos e Poço da Panela no Recife. Versión en portugués
  • What we call neighborhood?: the case of Apipucos and Poço da Panela, Recife
DOI: 10.5354/0717-5051.2004.5085

Resumen

A escala bairro há muito se faz presente na paisagem urbana recifense. Desde os primeiros engenhos no vale do Capibaribe, passando pelas freguesias e povoados, arrabaldes, hoje Regiões Político-Administrativas e bairros componentes. Esses contornos ainda parecem ser os mesmos. Engenhos que viraram bairros. Bairros que são verdadeiros „genius loci‟ do Recife. Apipucos e Casa Forte „engenhos‟; Poço da Panela „freguesia‟; Apipucos, Casa Forte e Poço da Panela „arrabaldes‟; todos „bairros‟ hoje. É nesta escala onde há maior convergência entre o espaço geométrico e o espaço social, onde é mais forte o sentido de lugar urbano. É um módulo espaço-social, outrora paroquial, associado a um suporte físico que o encerra. Ademais, apresenta sempre três características simultâneas e integrantes entre si: uma forma e um tamanho, um limite político-administrativo que o representa frente ao Estado e uma carga histórico-cultural da sociedade a que pertencem. Assim o são Apipucos e Poço da Panela. Relacionar essas características aos bairros estudados num viés histórico-temporal é a proposta deste ensaio.

Palabras Claves

Bairro, a escala territorial, limites político-administrativos, identidade urbana, Apipucos e Poço da Panela.

Abstract

For a long time, the district scale appears in the urban landscape from Recife. Since the first mills in Capibaribe‟s valley, passing through the parishes and villages, suburbs, today Politic- Administrative Regions and components districts. Theses outlines still seem to be the same. Mills that became districts. Districts which are Recife‟s true „genius loci‟. Apipucos and Casa Forte „mills‟; Poço da Panela „parish‟; Apipucos, Casa Forte and Poço da Panela „suburbs‟; all „districts‟ today. It is in this scale where there is larger convergence between the geometric space and the social space, where the sense of urban place is stronger. It is a space-social module, formely parochial, associated to a physical support which concludes it. Furthermore, it always presents three simultaneous and integrated characteristics: a shape and a size, a politic-administrative limit which represents it in the presence of Estate, and a historic-cultural charge of the society that it belongs. Thus are Apipucos and Poço da Panela. Relating these characteristics to the districts studied in a historical-temporal axis is the proposal of this essay.

Keywords

District, territorial scale, politic-administrative limits, urban identity, Apipucos and Poço da Panela.

p1A14x http://www.FyLitCl7Pf7ojQdDUOLQOuaxTXbj5iNG.com